A minha missão na presidência do IDV

Em 25 de abril passado, fui eleito presidente do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), cargo no qual devo permanecer os próximos dois anos. Quero dizer aos amigos, colegas e empresários do setor que muito me orgulho de assumir esta nova posição, depois de atuar como conselheiro e vice-presidente da entidade.

A maior parte de minha trajetória profissional foi vivida justamente no varejo. Trabalhei por muitos anos no Bompreço, uma joia nordestina, referência de inovação e bom atendimento no setor supermercadista.

Depois, contribuí para renovar o business da Pernambucanas, uma companhia centenária e que até hoje tem a admiração dos brasileiros.

Em tempo mais recente, pude ainda servir como CEO no Magazine Luiza, uma empresa que soube unir tradição e inovação para crescer, gerar empregos e constituir uma operação com grau de excelência.

Hoje, sigo procurando compartilhar minha expertise. Sou vice-presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza e sirvo como conselheiro em outras empresas, como Grupo Silvio Santos, Raia Drogasil (RD), Movida, Grupo Raymundo da Fonte e Grupo Avenida.

Tenho a honra de suceder no IDV o sempre brilhante e dedicado Antonio Carlos Pipponzi, que muito tem feito pelo aprimoramento do varejo e, consequentemente, pelo desenvolvimento desse importante setor da economia.

O legado que recebemos tem sua marca: a atualização da governança corporativa da entidade (que ganhou um novo estatuto), a definição de propósitos alinhados com a nova realidade do país e a participação ativa na modernização das leis trabalhistas.

Pipponzi também liderou avanços no ambiente concorrencial financeiro e plantou sementes no campo da simplificação tributária.

Quero continuar essa obra, servindo e compartilhando, todos os dias. Evidentemente, o objetivo primordial é fortalecer e dinamizar os negócios do comércio. A finalidade mais nobre, entretanto, é gerar benefício econômico e social à boa gente deste nosso país. Como bem disse o Mahatma Gandhi, “quem não vive para servir, não serve para viver”.

Por isso, dizemos: “para ser bom para o IDV, tem que ser bom para todo o varejo e também tem que ser bom para o Brasil”.

São estes os pilares de nosso projeto de gestão:

  1. Defesa da livre iniciativa.
  2. Intransigente posicionamento pela eliminação da informalidade em todas as suas manifestações.
  3. Equidade competitiva no mercado.
  4. Foco no aumento da eficiência e da produtividade.
  5. Redução na interferência do Estado na economia.
  6. Abertura econômica.

De modo mais específico, vamos trabalhar por simplificação, procurando unificar as obrigações fiscais e acessórias. Outra meta é estabelecer a padronização dos modelos de notas fiscais dos Estados e municípios. Neste campo, também buscamos a desburocratização dos processos de abertura e fechamento de empresas.

No âmbito do Sistema Tributário, pretendemos ser protagonistas na Reforma Tributária, propondo a redução da multiplicidade dos regimes vigentes nos âmbitos federal, estadual e municipal. Estamos constituindo um comitê específico das empresas filiadas ao IDV para colaborar com aqueles que formulam a reforma.

No que tange ao Sistema Financeiro, já estamos trabalhando pela regulação dos processos nos novos meios eletrônicos de pagamento, desde a aquisição do produto até a entrega ao consumidor final.

É fundamental que se tenha um mecanismo confiável para se seguir o fluxo do dinheiro e constituir tributação adequada das operações mercantis de ponta a ponta. Já estamos empenhados também na regulação dos sistemas de cartões de crédito e débito, contemplando ainda a questão das taxas de MDR.

Conto com um time de múltiplos talentos e virtudes para enfrentar este desafio. O IDV elegeu estes craques para seu Conselho Executivo: Antonio Carlos Pipponzi (RD), Fernando de Castro (Independente), Flávio Rocha (Riachuelo), Hugo Bethlem (Independente), Jorge Gonçalves Filho (Independente), Luiza Helena Trajano (Magazine Luiza), Marcos Gouvêa de Souza (GS&MD), Ronaldo Iabrudi (GPA), Sérgio Herz (Livraria Cultura), Sérgio Zimerman (Petz), Jorge Herzog (Walmart), Ronaldo Pereira (Óticas Carol), Sérgio Borriello (Pernambucanas) e Juliano Ohta (Telhanorte).

Mangas já arregaçadas. E trabalho em curso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − quinze =